CBHSF dá início ao processo de execução de projeto de esgotamento sanitário em Pompéu (MG) e em outras três cidades da bacia

CBHSF dá início ao processo de execução de projeto de esgotamento sanitário em Pompéu (MG) e em outras três cidades da bacia

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) assinou, por meio da Agência Peixe Vivo, o termo para contratação de empresa executora para elaboração do projeto de esgotamento sanitário da cidade de Pompéu (MG), na região do Alto São Francisco. O contrato foi firmado, no dia 7 de junho, junto à empresa Sarsan Engenharia e Saneamento, vencedora do processo seletivo.

Uma reunião, que contou com a presença do prefeito de Pompéu, Ozéas Campos, e de representantes da Sarsan e da Agência Peixe Vivo, foi realizada na cidade mineira, no último dia 10. Também participaram do encontro o secretário municipal de Agronegócio, Indústria, Comércio e Meio Ambiente, Geraldo Campos, e o diretor municipal de Meio Ambiente de Pompéu e membro do CBHSF, Breno Henrique Ramos.

Assim como em Pompéu, o CBHSF ficará a cargo da elaboração dos estudos de concepção, projetos básico e executivo para sistemas de esgotamento sanitário de uso coletivo em outras três cidades da bacia, uma em cada região fisiográfica. Os municípios contemplados são Xique Xique (BA), que está em fase de licitação, Chorrochó (BA) e Traipú (AL), ambos já com contrato assinado com empresa vencedora da licitação.

Segundo Ricardo Braga, coordenador técnico da Agência Peixe Vivo e fiscal do contrato de Pompéu, as cidades foram escolhidas com base em critérios norteadores, sendo eles a elaboração do próprio PMSB do município, e as necessidades ali indicadas; índice de coleta de esgoto; Índice de Desenvolvimento Humano (IDH); Produto Interno Bruto (PIB); cobrança pelo serviço de água e esgoto.

Avaliações no município mineiro

Em vídeo publicado pela prefeitura de Pompéu, no Instagram, o prefeito Ozéas Campos reconheceu a relevância da elaboração do plano de esgotamento sanitário. “A nossa população já espera por esse tratamento há muitos anos, e eu tenho certeza de que será um trabalho muito responsável e teremos novamente água limpa correndo no nosso córrego Mato Grosso”.

A diretora técnica da Sarsan Engenharia e Saneamento, Sandra Parreiras, ressaltou a importância desse primeiro encontro, realizado no último dia 10, para o início da elaboração do projeto. “Esse é o primeiro passo, estamos fazendo o levantamento de toda a cidade, de forma que a gente possa fazer um bom projeto de saneamento, sendo que o objetivo principal é a retirada dos lançamentos de esgoto no corpo receptor de água que corta a cidade e criar interceptores, captando esse esgoto nas margens e levando a um ponto único, no qual faremos todo o processo de tratamento”, finalizou.

Breno Henrique, diretor de Meio Ambiente do município e membro do comitê, também avaliou a elaboração do projeto de esgotamento como um ganho significativo no que se refere à qualidade de vida e ao desenvolvimento sustentável em Pompéu. “A destinação adequada do esgoto sanitário trará uma maior qualidade de vida aos munícipes, com menor risco de contaminação e transmissão de doenças, um acréscimo no bem-estar, diminuição de custos públicos, aumento da renda local, lazer, turismo, preservação cultural, educação ambiental, enfim, trará alegria. Além dos benefícios para os moradores, teremos um ganho ambiental enorme com a melhoria da qualidade da água do córrego Mato Grosso, recurso hídrico que sofre há anos com o lançamento de esgoto in natura e estamos dando esse passo importantíssimo para sua recuperação, preservando o solo, a fauna e a flora da nossa região”.

Por fim, Breno ainda destacou o importante papel do CBHSF nessa, e em outras parcerias com o município. “O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, por meio da Agência Peixe Vivo, é parceiro antigo do município de Pompéu, sempre trazendo melhorias na qualidade de vida e preservação dos recursos naturais, tendo, portanto, um papel fundamental para a gestão dos recursos hídricos e também no que se refere à melhoria da qualidade e quantidade de água para as gerações futuras. O processo de esgotamento sanitário de Pompéu está sendo conduzido com muita seriedade e transparência, por meio de equipes técnicas muito qualificadas e sempre com o apoio dos membros do comitê”.

“O CBHSF, a Agência Peixe Vivo e a Prefeitura esperam receber projetos de qualidade que possam ser utilizados na execução das obras, garantindo assim o atendimento às metas de saneamento e a qualidade de vida da população do município de Pompéu”, avaliou Ricardo Braga, que representou a Agência Peixe Vivo na reunião realizada no município.

 

FONTE: https://cbhsaofrancisco.org.br/noticias/novidades/cbhsf-da-inicio-ao-processo-de-execucao-de-projeto-de-esgotamento-sanitario-em-pompeu-mg-e-em-outras-tres-cidades-da-bacia/