Governo autoriza obras de saneamento na Ocupação Bubas em Foz do Iguaçu

Governo autoriza obras de saneamento na Ocupação Bubas em Foz do Iguaçu

A regularização da rede de água e implantação da coleta de esgoto trazem dignidade aos moradores da ocupação

O Governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou, nesta segunda-feira (27), o início da implantação da infraestrutura com serviços de água e esgoto na Ocupação Bubas, em Foz do Iguaçu. A comunidade é considerada a maior ocupação urbana do Paraná. A Sanepar é parceria nos projetos de implantação das redes de água e esgoto para a comunidade.

Segundo o governador, para a regularização dos serviços, foi necessário o trabalho conjunto com a participação do Governo, da Sanepar, do Tribunal de Justiça do Paraná, do Ministério Público, da Defensoria Pública e da Prefeitura de Foz do Iguaçu. “Agora damos o primeiro passo, assinando os convênios da Sanepar e da Copel, junto com a prefeitura, para que se iniciem os projetos dos investimentos que serão feitos no Bubas”, disse Ratinho Junior.

“Trazer este serviço para a comunidade é uma alegria. Isto é saúde preventiva”, disse o diretor-presidente da Sanepar Claudio Stabile. “A Sanepar já tem redes próximas instaladas, o que vai facilitar a obra. Vamos iniciar assim que os projetos estiverem prontos e, num prazo de seis a oito meses, estará concluído,” afirmou.

Para regularizar o abastecimento de água, serão assentados mais de 9,2 quilômetros de tubulações e para levar o serviço de coleta e tratamento de esgoto para a comunidade serão implantados cerca de 8,9 mil metros de rede de esgoto, além de 1,8 mil ligações.

O prefeito Chico Brasileiro agradeceu a Sanepar pela parceria. “A comunidade lutou para ficar nesta terra. A terra é importante, mas só a terra não é suficiente. Com ajuda do Governo, a comunidade terá uma urbanização digna, com a implantação da infraestrutura básica.

OCUPAÇÃO BUBAS – A comunidade Bubas ocupa uma área de 40 hectares às margens da Avenida Morenitas, no Porto Meira. No último levantamento feito pela própria comunidade, ali residem atualmente cerca de 1.800 famílias, em torno de 10 mil pessoas. A ocupação começou a ser formada em 2013, e passou a ser atendida pela Sanepar em 2015, com três “torneirões”. Esses registros ficam às margens da ocupação e cada grupo de moradores faz a derivação para sua moradia.

Atualmente, a média de consumo é de cerca de 10 milhões de litros de água por mês. Em abril deste ano, por meio de decisão judicial, foram autorizadas as intervenções necessárias para regularizar os serviços de água e esgoto. Isso significa que as ligações serão individuais para cada imóvel e haverá cobrança pelo consumo. As famílias podem ser inscritas no programa Água Solidária, com redução na tarifa. Para se ter uma ideia, a tarifa mínima de água e esgoto que custa R$ 81,45 sai por R$ 18,16 no Água Solidária.

Pâmela Carvalho Góes e Francisco Severino da Silva Junior moram na Ocupação do Bubas, em Foz do Iguaçu, há mais de cinco anos. Francisco é mecânico autônomo e Pâmela dona de casa mãe de três filhos e diz que acredita que quando passar definitivamente a rede de água e esgoto a vida vai ser melhor. “Eu acho que vai melhorar a água. A gente que tem criança é difícil ficar sem água. Eu acho bom que cada um pague sua água e seu esgoto. É uma melhoria pra nós”, afirma Pâmela.

Rozemari de Oliveira Pedroso já está na Ocupação do Bubas há nove anos. Durante a semana, ela cuida da casa e, nos fins de semana, trabalha em um pesque-pague. Mãe de cinco filhos, ela lembra que quando se mudou para a ocupação não havia água nem energia elétrica. “Era complicado. Quando tinha, às vezes acabava”, diz. Agora, com a instalação definitiva da infraestrutura ela acredita que vai melhorar. “Eu acho que vai mudar bastante. A gente não vai ficar mais sem água.”

 

FONTE: https://site.sanepar.com.br/noticias/governo-autoriza-obras-de-saneamento-na-ocupacao-bubas-em-foz-do-iguacu